Artigos

Como recuperar o FGTS retido?

| Categoria: Direito Previdenciário


FGTS retido é o fundo de garantia acumulado do seu trabalho do qual ainda não foi realizado o saque, seja do trabalho atual ou de um passado.

Na maioria dos casos o saque somente é permitido para trabalhadores que foram demitidos sem justa causa ou que estão a mais de 03 (três) anos sem com a conta do FGTS inativo, ou seja, sem nenhum registro na Carteira de Trabalho.

Você pode consultar seu FGTS retido através do aplicativo do FGTS ou presencialmente nas agências da CAIXA.

As lotéricas não realizam tal serviço, porém caso você tenha o Cartão Cidadão você pode consultar nos terminais de Auto-Atendimento.

Clientes da CAIXA também pode consultar por meio do internet banking.

Aos interessados em saber como sacar o FGTS retido, importante frisar que o trabalhador terá à sua disposição a quantia quando o governo liberar o saque de contas ativas e/ou inativas ou quando se encaixar em uma das situações abaixo elencadas:

  1. Demissão sem justa causa;
  2. Término de contrato de trabalho por prazo determinado;
  3. Rescisão de contrato por culpa recíproca ou força maior;
  4. Rescisão de contrato devido a extinção total ou fechamento da empresa, corte de parte de suas atividades, falecimento do empregador individual ou decretação de invalidez do contrato;
  5. Rescisão de contrato entre empregador e empregado em comum acordo;
  6. Suspensão do trabalho avulso por período igual ou superior a 90 dias;
  7. Quando não houver realização de depósitos na conta por três anos ininterruptos;
  8. Quando o trabalhador estiver fora do regime do FGTS por três anos ininterruptos;
  9. Aposentadoria;
  10. Idade avançada (igual ou superior a 70 anos);
  11. Falecimento do trabalhador;
  12. Caso o trabalhador ou seu dependente seja portador do vírus HIV ou esteja acometido por câncer ou outra doença grave em estágio terminal;
  13. Caso o trabalhador com deficiência precise adquirir prótese ou órtese para promoção de acessibilidade e de inclusão social;
  14. Necessidade pessoal, urgente e grave, caso o trabalhador resida em área atingida por desastre natural, em situação de emergência ou em estado de calamidade pública;
  15. Aquisição ou construção de imóvel;
  16. Amortização, liquidação de saldo devedor e pagamento de parte das prestações referentes a financiamentos habitacionais.

A importância de se verificar se existe FGTS retido em uma de suas contas ocorre, porque a cada novo registro em sua carteira, cria-se uma nova conta de FGTS para o trabalhador.

Logo, existe a possibilidade de estar a sua disposição valores de contas inativas do FGTS.

Além de analisar o FGTS retido outra maneira de verificar algum valor referente ao FGTS o qual você não esta sendo beneficiado é por meio da Ação de Revisão do saldo do FGTS.

Quer saber mais sobre esta ação, clique aqui.

Tem alguma dúvida?

Entre em contato.


Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar nesse artigo


Deixe seu comentário abaixo.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *